Fity assessora o Ceará Sporting Club durante a pandemia COVID-19

Em janeiro de 2019 o Ceará Sporting Club firmou uma parceria com a empresa Fity Gestão de Projetos para promover o desenvolvimento de sua escola de futebol, a Fábrica de Craques. O projeto foi dividido em três partes: auditoria da escola da sede, implantação das melhorias necessárias e a expansão da rede de escolas.

Após um ano de trabalho, em março de 2020, seria feito o lançamento da nova Escola de futebol do Ceará Sporting Club e do projeto de expansão da rede, contudo, em razão da pandemia da COVID-19, o evento foi cancelado.

Diante dos desafios impostos pelo isolamento social, a Fity desenvolveu um conjunto de ações para fazer com que a Fábrica de Craques desse uma resposta rápida a seus alunos e pais.

Do lado administrativo, Regiane Reis, sócia da empresa, coordenou o processo de comunicação com os pais dos alunos e a parte tecnológica de cadastro e pagamento. Em comum acordo com a diretoria do clube,  foi proposto um sistema de pagamento diferenciado para os alunos que se mantivessem matriculados, além de benefícios, quando as aulas voltassem a ser presenciais.

Durante meses Regiane auditou a parte administrativa da escola e conversou com os pais do Ceará para prestar o apoio necessário e para o esclarecimento de dúvidas. Junto com o coordenador Ney, Regiane manteve os pais cientes de tudo que aconteceria nas aulas durante a pandemia.

Do lado pedagógico a Fity, em parceria com os coordenadores e professores da Fábrica de craques, desenvolveu um programa específico de aulas on-line, para espaços pequenos, de acordo com a faixa etária e centrado em três pilares didáticos: progressão pedagógica, aprendizagem e satisfação dos alunos. O conteúdo das aulas foi centrado em cidadania, no Método VI-VA (desenvolvimento motor) e nos fundamentos técnicos.

A Fábrica de Craques participou, também, do Campeonato Internacional do Método VI-VA, uma competição de habilidades motoras básicas organizadas pela Fity. Várias escolas de Futebol marcaram presença virtual no torneio, assim como alunos de outros países.

A aplicação do programa foi adaptada para ser aplicado em crianças iniciantes, intermediárias e avançadas. Isso significa que o conteúdo pôde ser vivenciado adequadamente por crianças de diferentes níveis. As aulas foram apresentadas e acompanhadas pelos professores de maneira on-line. Inclusive, em razão da qualidade do trabalho, a Globo fez uma matéria a respeito (ver a matéria).

Durante a pandemia a empresa Fity, em parceria com a universidade da Califórnia, desenvolveu um protocolo de segurança para a volta das aulas presenciais. Foi o único protocolo específico para escolas de futebol publicado em uma revista científica.

No documento foram propostas várias medidas de segurança para que não houvesse contaminação pelo coronavírus. Então, antes de as aulas presencias serem retomadas, os pais participaram de reuniões com os coordenadores Ney e Daniel. A intenção era que os pais tomassem consciência das medidas que seriam adotadas. Entre as mais importantes estavam:

  1. Os pais não poderiam acompanhar os filhos nas aulas
  2. Não haveria atendimento presencial na secretaria
  3. Os alunos seguiriam 6 fases, de acordo com o nível de contaminação do vírus
  4. Os alunos treinariam de máscara até a fase 5

A Fábrica de Craques é, certamente, a escola de futebol mais segura de Fortaleza, porque é a única que tem seguido o protocolo de segurança Fity à risca. Em um país que está longe de resolver o problema da COVID- 19, esse, é um grande diferencial.

O sucesso do trabalho desenvolvido na Fábrica de Craques contou com o reconhecimento dos pais. Liciane Soares, mãe do atleta Davi Nikolas, da equipe Sub-15 disse: “A atitude de vocês que formam a fábrica de craques em não deixar os meninos esquecidos em casa, fez com que passemos por toda essa pandemia com mais otimismo e força de vontade para seguir em frente. Todos sabemos que ser jogador de futebol é sonho de quase toda criança e quando nos deparamos com a realidade pela qual estamos passando, muitos perdem logo a esperança. Vocês trouxeram um ânimo novo, sem contar que toda a família participa diretamente do aprendizado.”

Rolar para o topo