Empresa Fity desenvolve Protocolo de Segurança da COVID-19 para as Escolas de Futebol

A Fity, uma das empresas líderes do mercado na área de gestão e assessoria de escolas de futebol, em parceria com Wagner Prado, professor e pesquisador da Universidade da Califórnia nos Estados Unidos, desenvolveram o Protocolo de segurança da COVID-19 para as Escolas de Futebol no Brasil. Foram utilizados vários estudos científicos, a experiência de especialistas da área e as diretrizes da Organização Mundial da Saúde para eventos esportivos. O Protocolo de segurança da COVID-19 zelou pela segurança dos alunos e foi um dos únicos no mundo que levou em consideração a taxa de reprodução do vírus como critério de desenvolvimento das aulas. O documento sobre o Protocolo de segurança da COVID-19 foi aceito para ser publicado em periódico científico, o que dá mais valor ainda à iniciativa.

Veja abaixo o resumo do Protocolo e e clique no link para ver o trabalho na íntegra.

RESUMO:
Após um período de redução das atividades econômicas, o Brasil caminha para progressão das medidas
de restrição. O objetivo do presente ensaio foi propor um protocolo para o retorno das atividades
das escolas de futebol. Para tal, uma busca de artigos científicos foi realizada nas bases de dados Pubmed
(Medline) e Web of Science, no período de 10 de junho a 08 de julho de 2020. Após seleção e
análise dos artigos científicos relacionados à temática, bem como das recomendações da Organização
Mundial da Saúde (OMS) e outras agências mundiais, relacionamos as características específicas
das escolas de futebol e do treinamento específico com o nível de reprodução do vírus. O presente
protocolo propõe medidas em diferentes níveis: medidas preventivas essenciais e complementares;
estruturais; organizacionais, funcionais e diretamente relacionadas à prática esportiva. Espera-se que
o presente protocolo possa ser incorporado à rotina diária de escolas de futebol, adequando-se à
especificidade de cada local de prática.

Link do trabalho completo

Rolar para o topo